Jose Carlos Ghedin (48) 3081-9861 | Marcelo Beirão (48) 9 9167-5052

Traumas Torcionais do Tornozelo

             Os traumas torcionais do tornozelo estão entre as lesões mais comuns no esporte, especialmente em atividades que envolvem corrida e salto. Dentre todas as lesões torcionais ao nível do tornozelo, recebem destaque as lesões dos ligamentos da região lateral do tornozelo. Dados norte americanos sugerem que ocorram 2 milhões destas lesões por ano naquele país e alguns trabalhos publicados tanto na Europa como nos Estados Unidos indicam que as entorses de tornozelo correspondem a 30% de todas as lesões esportivas. Diante da grande frequência desta lesão no nosso dia a dia e da possibilidade de permanecer algum grau de desconforto ou instabilidade posteriormente, é fundamental que o paciente seja diagnosticado da forma correta e que seja instituído um tratamento adequado na fase aguda, isto é, o mais precoce possível.

          tornozelo

        Para que seja realizado um diagnóstico preciso é necessária uma avaliação médica com identificação pontual das estruturas lesadas durante o trauma sofrido. Estas lesões podem ser basicamente ligamentares, ósseas ou tendíneas. Os exames complementares como a radiografia, a ultrassonografia e a ressonância nuclear magnética têm a função de auxiliar o médico na exclusão das lesões em suspeição, porém nunca sobrepondo um exame clínico acurado. É importante salientar que, em alguns casos, por trás deste tipo de lesão, pode haver um fator causal sutil como: deformidade dos pés, coalizões tarsais , hiperlassidão ligamentar ou até mesmo o uso inadequado de calçados, predispondo às entorses. Os traumas torcionais do tornozelo são comumente classificados conforme a gravidade, sinais clínicos, instabilidade e o prognóstico da lesão. A maneira correta de conduzir o tratamento está intimamente relacionada à definição e à classificação da lesão encontrada pelo médico durante a sua avaliação.

De forma geral os pilares do tratamento inicial são o repouso, elevação do membro acometido, imobilização, gelo, medicações e fisioterapia e os pacientes devem passar por todas as etapas da reabilitação antes do retorno à prática esportiva com intuito de evitar novas lesões, perpetuação dos sintomas ou até mesmo entorses de repetição. O tratamento cirúrgico está reservado para os casos em que não é possível obter melhora dos sintomas do paciente com o tratamento conservador realizado de forma adequada.

Dr. César Benetton

CRM/SC 14827 RQE 11012

Ortopedia e Traumatologia do Pé e Tornozelo

© 2016 Todos os Direitos Reservados. Cirurgia do joelho e trauma do esporte.