Jose Carlos Ghedin (48) 3081-9861 | Marcelo Beirão (48) 9 9167-5052

Cisto poplíteo ou Cisto de Baker- Qual seu significado?

                    Comumente observamos nos exames de ultrassonografia de joelho ou nos exames realizados para fins de diagnóstico de problemas vasculares em membros inferiores, o encontro de derrame articular em joelho e a presença de cisto de Backer ou cisto poplíteo. Esses pacientes geralmente são encaminhados para ao Ortopedista e muitos já chegam com a idéia de retirar o cisto ou mesmo que se faça a sua punção. A ultrassonografia raramente é usada na avaliação de anormalidades articulares e em algumas vezes é útil para diferenciar massas da fossa poplítea (região posterior do joelho) de processos inflamatórios como a artrite, podendo ainda diferenciar o cisto poplíteo de um aneurisma de artéria poplítea.

                  A membrana sinovial ou sinóvia é um tecido rosado, liso e transparente que reveste o interior da articulação do joelho e se estende proximalmente para dentro da bolsa supra patelar, acima da patela. Outra cavidade sinovial posterior que está em comunicação é a bolsa poplítea mais conhecida como semimembranoso-gastrocnêmio medial, que quando distendida forma o cisto poplíteo ou de Backer.  Essa estrutura geralmente recebe líquido intra-articular do joelho seja sinovial ou mesmo sangue.

                Nos casos de problemas intra-articulares tais como lesão de meniscos, lesões de cartilagem, fraturas com hemartrose e mesmo artrites secundárias (gota, infecção, etc..) causam distensão desta bolsa. Não é incomum a presença de cisto de Backer em crianças e que frequentemente se resolve espontaneamente. Geralmente os cistos de Baker não apresentam sintomas exceto quando sofrem ruptura que pode ser confundida com trombose na perna afetada. Os pacientes referem uma bola atrás do joelho e o tratamento do cisto se faz apenas quando causam compressão nervosa ou dor importante que se resolve realizando punção e uso de corticóide intra cisto.  O tratamento definitivo deve ser feito com objetivo de eliminação da causa do aumento do liquido intra-articular que produz o cisto de Baker e não somente a retirada do mesmo, pois se assim se proceder há grande chance da recidiva do mesmo.

44ed3f_35e1306511a04d87b221f082d64b0485         kista-bejkera-lechenija_1

 

IMG_4449      IMG_4450

Exame de RM – corte axial                  Exame de RM  corte Sagital

Cisto – imagem esbranquiçada na região posterior do joelho

Dr. José Carlos Ghedin

CRM 3169

© 2016 Todos os Direitos Reservados. Cirurgia do joelho e trauma do esporte.