Jose Carlos Ghedin (48) 3081-9861 | Marcelo Beirão (48) 9 9167-5052

Avaliação isocinética e sua aplicação no esporte

                  É realizada por meio de máquinas dotadas de um dinamômetro isocinético que usam um sistema computadorizado que tem por objetivo avaliar desequilíbrios musculares onde são estudados potenciais de força e resistência muscular de indivíduos atletas e não atletas e que propicia uma melhor orientação na prevenção de lesões, reabilitação pós-operatória visando o retorno ao esporte ou no treinamento da musculatura esquelética. Inicialmente tal avaliação era voltada somente para esportistas de alta performance ou de elite, mas atualmente se mostra um recurso de grande valia para análise de qualquer praticante de atividade física independente do seu nível de intensidade sendo esta a única maneira de sobrecarregar um músculo de modo dinâmico até sua capacidade máxima. Com esta avaliação podemos verificar possíveis desequilíbrios musculares, causas de sérias contusões, gerando parâmetros quantitativos e eficazes para otimizar a reabilitação física dos esportistas lesionados.O exame é realizado em um aparelho semelhante a um aparelho de musculação (cadeira extensora) que na produção do movimento articular registra a força no computador por meio de gráficos o desempenho muscular de cada indivíduo sempre comparando com o lado contralateral (lado não acometido). Praticamente todas as articulações podem ser avaliadas principalmente ombro, quadril e joelho e pode ser realizada por qualquer indivíduo que não apresente doença articular ou lesão muscular em fase inicial de tratamento que restrinja a mobilidade ou doença sistêmica descompensada como diabetes, hipertensão ou cardiopatia. Gestação, fraturas não consolidadas, aneurismas ou epilepsia também contra-indicam o exame sendo a força física é o fator limitante para a realização do exame uma vez que a resistência aplicada pelo aparelho é proporcional àquela aplicada pelo avaliado, ou seja, o isocinético se adapta a força maior ou menor aplicada durante o exame o que ocorre nos momentos de dor ou fadiga manifestas durante o exame e em função disto não sendo a avaliação motivo para o surgimento de lesões. O avaliado necessita precisa para a realização do exame estar bem alimentado e vestido adequadamente e calçando tênis e o teste pode variar de 30 a 120 minutos dependendo do quer estiver sendo analisado.

               Em relação à cirurgia do joelho importantes informações são obtidas pela avaliação isocinética já no período pré-operatório imediato e no pós-operatório tardio, pois desta forma teremos dados relativos a força da musculatura que envolve o joelho operado em comparação com o lado não operado e que serão utilizados pelo fisioterapeuta ou educador físico como parâmetros para a programação da reabilitação e principalmente para o retorno ao esporte. Atualmente a avaliação isocinética é um imprescindível e fundamental meio de avaliação das lesões esportivas e deve sempre ser usado como recurso adicional no tratamento e reabilitação.

Para leitura adicional das aplicações do kineo system sugerimos o site http://www.globusbrasil.com/kineo-system-2

Biphasic-Load-500x400_c  Kineo-Eccentric-Work-500x400_c

Dr. Marcelo Beirão

© 2016 Todos os Direitos Reservados. Cirurgia do joelho e trauma do esporte.